11 dezembro 2006

A Mesa dos Músicos


Ontem dui almoçar em Joaquim Egídeo, ou Joaquim, como se diz aqui na minha terra. ( Prá quem não é de Campinas: um distrito pequeno, bucólico e tranquilo até dizer chega. Adorável)
Fui almoçar com um Amigo em um restaurante que gosto muito, comida gostosa, serviço simpático. Mas pra minha supresa, e boa surpresa, além disso, ontem estava rolando música.
Primeiro, quando cheguei com meu Amigo, havia dois cantores: voz deliciosa, repertório bacana.
Mas houve algo que eu adoro presenciar, na grande mesa familiar desses músicos havia uma espécie de "dança das cadeiras" musical, assim, aos poucos, praticamente todos da mesa foram até o palco dar uma canja.
Fiquei pensando como a música atrai as mais diversas tribos, como os coroas motoqueiros que pediam alguma específica, aplaudiam e até davam uma dançadinha animada.
Em uma das canjas, quem subiu no palco foi uma família: pai, mãe e filho adolescente.E isso transformou a música em algo mais interessante, mais bonito. Porque havia algo que apertava o tal laço familiar, algo em comum entre eles, o mesmo objeto de paixão.
Só sei que eu estava achando tudo lindo, especial e único. ´
Provavelmente influenciada pelo meu Amigo, que deu a tudo uma cor diferente. Única.

10 comentários:

  1. Anônimo3:12 AM

    Vivien,
    eu vejo que música, mesmo quando a gente não gosta do estilo, une as pessoas. Me lembro de uma festa de final de ano, promovida pela empresa em que eu trabalhava, que tocou axé do começo ao fim. Não gosto do estilo, definitivamente. Mas estava entre amigos, festejando mais uma ano que acabava de forma positiva, e me esbaldei. Dancei, até cantei. Me diverti muuito.

    Se tivesse torcido o nariz desde o princípio, não teia sido naaaaada bom. E depois de todo mundo enturmado pelo axé, cada um foi cantando um pouco o que mais gostava, para felicidade de todos os ouvidos.

    Beijo, boa semana!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo9:21 AM

    eu queria estar lá tb!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Aleksandra, estar aberta a novidades é sempre bom.;0)

    ResponderExcluir
  4. Tati, vamos combinar.;0)

    ResponderExcluir
  5. E vcs também não deram uma canjinha não?

    E qual o nome do lugar? Essas suas dicas são valiosas?

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Tarcisio, naaaao....rs
    O lugar se chama Velho Valentim agora, mas todo mundo conhece como Bargaço, que é o nome antigo.Gostoso, vai lá.

    ResponderExcluir
  7. Era um domingão...
    Tinha muito sol...

    ResponderExcluir
  8. Andrea Frou10:12 PM

    Adoro ver a minha amiga feliz em um domingo com sol.

    ResponderExcluir

Queridinho, entre e fique à vontade: