28 setembro 2007

Wagner Moura (II)


























Eu estou aqui esperando o final da novela, como muitos brasileiros.Li no Estado de ontem - parênteses em tempo: só comprei porque a Folha tinha acabado, não leio o Estadiiinho - que alguns estão surpresos com o sucesso de público dos personagens Olavo e Bebel.
Como boa noveleira que sou,vou cá dar meus pitacos.Começando pelo óbvio, ambos são atores ímpares, talentosos até a medula,convincentes, carismáticos, dominam a cena, são impactantes, coisa e tal.Sobre o Wagner Moura,tanta gente já falou tanto...tenho pouco a acrescentar.Isso somado a criatividade de Gilberto Braga só poderia dar mesmo um bom caldo. E deu.
Apesar de algumas pessoas se indignarem com a popularidade dos vilões,c reio que o que chama a atenção - nesse caso - é a dose irresistível de humor com que ambos temperam seus personagens, humor sacana, inteligente, irônico.
A questão da sexualidade também é um item bacana, diferentemente dos mocinhos da trama, que se amam com a musiquinha mais brega do planeta ao fundo e em câmera lenta ( por que será que sexo entre "mocinhos" é sempre lento?), Bebel e Olavo esquetam a tela com cenas repletas de risos,de sensualidade divertida e despudorada.
Será que as cenas amorosas dos "mocinhos" da trama provocam alguma coisa ...além de tédio?
Alguém me disse que achou incrível que parte do público feminino gostasse dos nomezinhos pouco ortodoxos com que Olavo chama Bebel.Sério? Se surpreendeu mesmo? Alguém acha que chamar de princesinha é a melhor opção??
Gente, gente, Olavo precisa dar umas aulas ao público masculino...
Assim, no meu caso, descarto a interpretação de que o público está sem padrões morais e sem ética ...e outras observações do gênero.Particularmente, acho essa interpretação moralista,simplista e ingênua.
Creio que a ironia na medida, a humanização dos personagens ( que tem sangue nas veias e nem sempre são límpidos como anjos) e a sensualidade espontãnea ganharam um espaço privilegiado.
E Wagner Moura ganhou,com Olavo, definitivamente uma coroa de louros.

34 comentários:

  1. Minha linda, quando tu comentar dsobre a novela das 6, venho dar meu pitaco...

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. E vou te dizer: tem nada mais chato do que mocinho, viu! Caraca... nem na vida real dá pra aguentar!

    ResponderExcluir
  3. Tem a coisa do Olavo ser homem de fechamento. Ele foi leal à mulher que ele tirou da vida dendro do possível para um mau caráter como ele. Mulher gosta de cosntância.

    ResponderExcluir
  4. Ia esboçar algum comentário preconceituoso sobre as novelas, mas achei melhor falar do seu certificado ali embaixo, que tornou a explanação anterior sobre a bienal ainda mais viva, com sua textura e amarelados dos 21 anos de existência.

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Sandra, esta eu não vejo... achei a proposta do tema interessante, mas acho que não vingou...

    ResponderExcluir
  6. cláudia, com camera lenta nem por deus do ceu...rs

    ResponderExcluir
  7. Tar, todo preconceito e uma limitação, meu amigo....rs

    ResponderExcluir
  8. Vivien, não vejo mais novelas, talvez um dia eu volte a assistir, mas todos queriam saber quem matou a Thais, né?

    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Vivinha,
    Não teve prá ningém, o talento do casal Olavo/Bebel, e carisma dos dois, nem Antenor e Lúcia vingaram.
    Bjs
    Mamãe

    ResponderExcluir
  10. Além de tudo isso que você falou ele ainda tem um sotaque de derreter qualquer geleira, rsrsr*, adooooooooooro.

    beijos e obrigada pela visita gentil ao Fina Flor!!! Volte sempre que quiser,

    beijos

    MM.

    ps: sou de Cps, também, mas moro no Rio desde 2000

    ResponderExcluir
  11. Vivien,

    Não posso comentar nada sobre a novela pois nunca assisti a nenhum capítulo. Só sei que tem um lance de descobrir quem matou alguém, aliás, uma fórmula manjada e constantemente repetida. Faz muitos anos que não assistimos novela.

    Mas entrei aqui pra falar do Wagner Moura. Acho que é um dos melhores atores entre os que surgiram nos últimos tempos. Só perde, na minha opinião, pro Lázaro Ramos. Gostei dele em Deus é Brasileiro, em A Caminho das Nuvens e em Carandiru. Achei meio forçada a sua personagem em Ó, pai ó, mas um amigo da Bahia me disse que é aquilo mesmo, ou seja, que há uns tipos como aquele no Pelourinho, sem tirar nem por.

    Qualquer ator, entretanto, acaba ficando meio pasteurizado quando entra no padrão global. Mas aí eu relevo. Afinal, o cara tem que ganhar algum dinheiro pra poder sobreviver, já que trabalhar em cinema e teatro só dá prejuízo.

    ResponderExcluir
  12. não vi quase nada desta novela, mas fiz questão de assistir o último capítulo. gosto deste rapaz desde sua estréia e acho que, se ele conseguir se safar de alguns maneirismos na interpretação (desculpa, aqui fala a crítica teatral que ainda não deixou meu corpo) e da vaidade, vai amadurecer como um ator competente e criativo. bj

    ResponderExcluir
  13. Rosamaria, sou uma noveleira.;0) Fico irritada quando vejo porcarias, sabendo quantos bons autores e atores há por cá na terrinha.

    ResponderExcluir
  14. Mônica, adorei a foto da MM!
    Eu concordo com vc...rs
    Voltarei ao Fina Flor.

    ResponderExcluir
  15. Arnaldo, o cara é bom, é bom,
    Eu tb temo pela pasteurização que vc bem lembrou, mas espero que ele consiga escapar disso.

    ResponderExcluir
  16. Maris, eu pago um pau pro cara, acho um dos melhores atores que já vi.Mas o sucesso realmente pode ser destruidor, um perigo.;0)

    ResponderExcluir
  17. Mauro Castro4:00 PM

    Não assisto novelas. Mas a atriz em questão era bem bonitinha. Tenho inveja do cara que "matou" aquela gatinha.
    Há abraços!!

    ResponderExcluir
  18. Caiu a minha conexão, não sei se o comentário foi enviado:

    Vivien,

    Dê um pulinho no blog do Baptistão, pra ver a caricatura do Wagner & Pitanga qu’ele fez...

    Bjo,
    Clé

    ResponderExcluir
  19. Eu não assisti a essa novela por que tô na faculdade nesse horário. Mas não tive como ficar alheio ao "catiguria" da Bebel, hehe... Acho que ela e o Wagner Moura são excelentes atores.

    ResponderExcluir
  20. Vivien,
    O mundo é mesmo engraçado, há gosto pra tudo, diversos, é isso que faz a vida tão bonita. Se dependesse de mim a Folha quebrava, não compro de jeito nenhum, só leio, quando tenho tempo de ler jornal, o Estadão.
    Quanto às novelas, vejo às vezes, tenho opinião bastante formada. Há bem pouco tempo tentei assistir uma novela na Record. Detesto monopólio. Adoraria ver outra emissora qualquer, concorrendo à sério com a Globo. Acho que a concorrência estimula a qualidade. Muitos atores bons migraram para a Record. Percebi que a fórmula continua a mesma e não me agrada. Herdei de minha infância uma birra com os "bandidos". Torço sempre para os "mocinhos" com muita força. O que vejo atualmente é um foco muito grande dado aos maus. Os melhores atores, o maior tempo, as preferências acabam destinadas a eles. Sou vingativo, gosto de ver os ruins se ferrarem. Só que nas novelas isso é quase impossível. Gasta-se o tempo todo armando-se arapucas para a turma de bom caráteres e no fim, apenas no último capítulo, os maus se ferram. Os bons casam, o casamento parece ser ainda o grande prêmio, e tudo termina. Preferia curtir um pouco mais de tempo com os maus levando porrada.
    Beijo

    ResponderExcluir
  21. Há muito tempo não assisto novelas mas se vc diz que o cara é fera, deve ser. Se bem que o Gilberto Braga não é o meu dramaturgo preferido. Sou fã do Manoel Carlos.
    bj

    ResponderExcluir
  22. Mauro, linda e talentosa, certo? Beijos , volte sempre.

    ResponderExcluir
  23. Clelia, to correndo pra lá! Beijos.

    ResponderExcluir
  24. Neutron, adoro quando os personagens criam uma linguagem propria...acho um barato.,de catiiiiguria.

    ResponderExcluir
  25. Lord caco, vi partes de uma novela na Record e achei a proposta muito bacana, ela axcabou há pouco tempo..A questão e que a forma de construção ingenua de personagens, bobinha, me incomoda,em especial na questão afetiva, no aspecto das sexualidade,entao, nem se fala.... acho que isso deveria ser revisto. Um exemplo de “mocinha” interessante foi o personagem da sempre maravilhosa Gloria Pires,: um personagem integro, mas com sangue nas veias.

    ResponderExcluir
  26. Julio, que bom te ver por aqui! Tava sumido...
    cara, detesto , Manoel carlos com todas as minhas forças....e sou macaca de auditório do Gilberto Braga.

    ResponderExcluir
  27. Vivien, só para constar nem precisa responder se não quiser: voce assiste numa boa as cenas de sexo com o Daniel na sala, tua mãe e outras pessoas?
    Te pergunto por um motivo muito simples: apesar de meus textos desbocados, meu linguajar de campo de futebol e meu estilo mais prá Jorge Amado que para Marcelo Rossi, não fico nada a vontade quando tem pessoas de fora na sala na hora da novela.
    Enfim, deve ser bobagem minha, coisa de velho babaca mesmo.
    Beijo, menina

    ResponderExcluir
  28. E você viu a nova novela? O Carlos Vereza tentando falar alemão com uma pronúncia totalmente incompreensível. A Ida Gomes até deu para entender, mas é de se impressionar que uma polonesa judia oriunda do gueto de Varsóvia tenha aceitado um papel com essas características.

    Um grande beijinho!

    ResponderExcluir
  29. Valter, bacana a questão que vc levantou.Quando Daniel era criança, tinhamos um código: se eu dizia censurado, Daniel", ele saia da sala e/ou não olhava.Porque acho que algumas coisas - e aí incluo violência e outras coisas - era inadequadas.
    Hoje , obviamente, não censuro.
    Confesso pra vc que não me constranjo e uso uma técnica com todos: humor. Sempre faço piadas e palhaçadas em alguns momentos e/opu sobre algumas pessoas
    ( Reynaldo Gianechini, meu amor eterno, por exemplo), ai o clima fica mais pra bobeira do que pra qq coisa...eheehh

    ResponderExcluir
  30. Carmencita, não vi a nova novela...ainda não fui seduzida por ela, mas agora quero ver a pronúncia do Carlos Vereza,..ehheheh
    Sério sobre o passado da Ida Gomes?
    beijos.

    ResponderExcluir
  31. Carmencita Mahadevi5:05 PM

    Ela é pononesa e judia, sim:
    pt.wikipedia.org/wiki/Ida_gomes

    Mas qunato a ser do gueto, eu a confundi com a Berta Loran:
    pt.wikipedia.org/wiki/Berta_loran

    ResponderExcluir
  32. Carmencita, não sabia. Mas to curiosa sobre o personagem dela..;0)

    ResponderExcluir

Queridinho, entre e fique à vontade: