16 outubro 2007

mãe e filha














O difícil pra uma menina que tem mãe bonita é achar que nunca vai ser bonita também. Mas comigo era um pouco mais complicado, eu era desajeitada - até hoje não sei me maquiar, passo um batom e tá valendo - e tímida. Tímida não sou há décadas, literalmente. Sou uma exibida,exibida mesmo, sem dó nem piedade.
Minha mãe era professora e em pouco tempo passou a trabalhar na diretoria, assim , durante anos, eu fui a "filha da diretora".
Era legal, assumo gente, era legal.
Mas o máximo era ver minha mãe indo trabalhar toda linda, usando um lencinho no pescoço - quem estava na Terra na década de 70 sabe do que falo, era um charme -
e eu ali, pensando .."uau..".
Então cresci sendo criada por uma ariana mandona pra caramba, moderna, bonita e inteligente. Tenho sorte ou não?
Conforme fui crescendo e definindo meu estilo, passamos a ter uma relação que mescla maternidade, fraternidade e amizade, e é algo que prezo muito.
Mas a criatura é mandona mesmo: acostumada a organizar, vai dando ordens até na minha casa...e quando me rebelo, rapaz, ela se admira.
Meu segundo marido, após uma briga feroz, foi chamado por ela: levou um esporro daqueles, que ouviu de cabeça baixa. Bom, ele era um panaca e gostava de fazer média ( vocês devem conhecer esse estilinho obtuso, perde a dignidade, mas não perde a fama de "bonzinho"), mas mesmo que fosse um homem firme, não creio que a enfrentasse.
Posso me orgulhar de tê-la influenciado também, pois ela acabou simpatizando com o PT por minha causa. Hoje em dia, falar mal do Lula é praticamente pisar no pé dela, eu sacaneio, digo que quando todos os ratos abandonarem o navio, vão estar ao lado do presidente: d. Marisa e minha mãe, socando a cara de quem se aventurar a incomodar.E olha que com essas mulheres aí, não tem tempo quente não.

40 comentários:

  1. Sempre tive minha mãe mais próxima de mim, como dos meus irmãos, ao longo de nossa estadia com nossos pais. E é certo q, pelo menos eu, identifiquei-me sempre e muito com o discurso da Dona Maria, posto q éramos muito mais alinhados nisso - dois cérebros contestadores discutindo assuntos dos mais ecléticos q se possam imaginar (e eu era um adolescente).

    Entretanto, o meu destino acabou sendo direcionado pelo meu pai. Com o seu exemplo, de trabalhador, q reclamava do trabalho, pois queria mais era ficar em casa cuidando da família ou plantar vacas e galinhas (rsrs). Ele nunca me determinou nada diretamente, mas, qdo fui ao seu trabalho, ainda moleque, e conheci aquele ambiente de empresa, e mais! o vi usando crachá e todos o reconhecerem e todas aquelas bazófias típicas de quem respira as empresas modernas, apaixonei-me. E virei o q sou: um worklover, rs.

    Bom, foram só alguns pensamentos meio desnorteados, não muito conectados (acho) ao post. Mas era tb para agradecer a visita e convidá-la a voltar sempre q quiser. =)

    A+

    ResponderExcluir
  2. Worklover, minha relação com meu filho tb inclue debates todo o tempo...rs...quando puder, clique em "daniel" ali do lado e vc vai ver alguns deles.
    Obrigada pela visita e voltarei a passar por lá.
    beijos.

    ResponderExcluir
  3. Vivien,
    Bacana conhecer um pouco da sua mãe, através de você. Minha mãe é parecida. Mandona, brava, totalmente anti PT. Você quer ver ela espumando, quase que passando mal, é falar mal do FHC perto dela. Já escrevi um post, perdido entre tantos, precisaria procurar, comparando ela com a velhinha de Taubaté. Lembra? A mesma fé cega, sem restrições. Quando soube que eu tinha escrito, madou me dizer que vlhinha era a p... No fim, ela mesma (risos).
    Grande beijo

    ResponderExcluir
  4. Lord Caco, adorei sua mãe ( apesar do fhc...rs)
    grande beijo.

    ResponderExcluir
  5. Bonito Vivien.
    É muito gostoso fazer homenagens à pessoas que amamos.
    Falamos com propriedade, com conhecimento de causa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Sua mãe é mesmo linda. E inteligente. E escreve bem pra caramba. E eu sou fã!

    ResponderExcluir
  7. Vivien, mãe mandona é? E você é o quê?
    Agora, esse negócio de ser pró-Lula, nos afasta completa eternamente. Mulher mandona comigo, só no chinelo.
    Um beijo, menina

    ResponderExcluir
  8. Anônimo5:53 AM

    Engraçado ,eu também era a filha da diretora e minha história aé na mesma época da sua!!! rsrsrsrsrrs



    elisabete cunha

    VOTA NO ENCANTO?
    http://blogsdequalidade.blogspot.com/

    ELISABETE CUNHA

    ResponderExcluir
  9. Vivien

    Que bom ter uma relação assim com a mãe! Tu tiveste sorte, sim, a Maria Helena parece ser uma pessoa incrível. A minha tb era mandona e organizada, mas na minha casa nunca 'meteu o bedelho'.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Vivien,

    Acho a relação mãe-filha a mais forte que pode existir. nenhuma outra é igual. nem pai-filho, nem mãe-filho e nem pai-filha. Todas podem ser ótimas, mas a relação mãe-filha é de uma intimidade que não tem comparação. Sempre falei que invejo, um pouco, a relação da Clélia e da Cecília. Desde quando ela era um bebê, 20 anos atrás.

    Comentário que eu não resisto a fazer: Quando todos os ratos abandonarem o navio,todos mesmo, a tua mãe e a D. Marisa não vão ter ninguém ao lado delas!

    ResponderExcluir
  11. Ela é simplesmente maravilhosa... heheh é lógico, é minha mãe...
    Mas o melhor é q não é só a visão de seus filhos, todos os meus amigos e primos falam a mesma coisa.. sempre de sua elegância, inteligencia, amizade com os filhos, ser moderna... lógico q eu adoro isso... hehehe...
    Pq ela realmente é tudo isso e muito mais...
    A mamãe é mandona sim, mas Vivinha quem disse q vc não é????? vou perguntar ao Daniel e a Mamãe mesmo... kkkk ou melhor, o Papai q o diga.. kkkk
    Vc atingiu então o q as meninas temiam não conseguir... te vejo da mesma maneira q vejo a mamãe... vc é inteligente, linda, estilosa, mandona... kkkk.. lógico tem suas diferenças... mas, analisando friamente... são idênticas..
    beijo grande nas duas mulheres perfeitas da minha vida.

    ResponderExcluir
  12. Vivinha,
    hahahah...virei post!!!eu sou tudo
    isso?????
    Eu não sou muito mandona, nãaaoo???
    é que alguém tem que tomar as rédias da vida, e por acaso eu.
    O filósofo bem que mereceu,nééé??
    Vc para mim é mais que uma filha maravilhosa, é minha melhor amiga, é a minha vida.
    Lula lá...
    Bjs
    Mamãe

    ResponderExcluir
  13. Aninha, eu acho que a gente sempre deve dizer o que pensa das pessoas.beijão.;0)

    ResponderExcluir
  14. Valter, lula-lá...brilha uma estrela....rsr..
    beijos.;0)

    ResponderExcluir
  15. Elisabete, não era legal??...rs...;0)

    ResponderExcluir
  16. Rosamaria, ela é minha designer...rs....se eu discordo, é um caos...ehehe
    beijos.;0)

    ResponderExcluir
  17. Arnaldo, isso eu concordo....é uma cumplicidade ímpar.
    Quanto ao resto do que vc disse .."prefiro não comentarrrr".;0)

    ResponderExcluir
  18. Ricardo, eu adoro me ver nos seus olhos.;0)

    ResponderExcluir
  19. Mãe, gostou??? um beijo.;0)
    e...LULA- LÁ!!!

    ResponderExcluir
  20. Anônimo12:18 PM

    Vivien,

    Lendo seu depoimento de filha de mãe mandona, não resisti. Pensei em meus filhos, que sempre reclamaram do contrário. Pois é. Não mando, nunca mandei. Não sei, não aprendi. Fazer o quê?
    Por causa disso, muitas vezes a vida deles virava um caos, mas acho que faz parte...(rs...)

    Muito bom o seu texto. Como sempre.

    Beijo submisso

    Vivina.

    ResponderExcluir
  21. Querida Vivina, e eles queriam que vc mandasse, né? filhoa, filhos...rs
    Eu sou mandona, Daniel sempre tira sarro disso, me apelidando de Macaca Louca e coisas poéticas assim.;0)
    E seu elogio me fez dar uns pulinhos aqui.Hehehe.
    beijos.;0)

    ResponderExcluir
  22. Vivinha,
    Não posso deixar de dizer que muitas vezes, eu procuro a sua opinião, nééé??
    Vc tem bom gosto,de qulidade e exótico. É muita cumplicidade sim, sou feliz por isso.
    Feliz tb com os comentários do Cado. Gosto de me ver sob o olhar
    dele.
    Adoro os meus filhos.
    Bjs
    Mamãe

    ResponderExcluir
  23. Vivien ela é linda! E você é muito parecida com ela :)

    Bjs

    ResponderExcluir
  24. Mãe, acho que temos sorte, né?;0)

    ResponderExcluir
  25. Márcia, adorei...ehheeh...;0)

    ResponderExcluir
  26. Uma bela combinação de mãe e filha.

    ResponderExcluir
  27. Acho que se existem opostos no mundo eles atendem por "andrea e sua mãe"

    ResponderExcluir
  28. Oi Vivien,
    que bom saber que existem outras pessoas engajadas nesta causa.
    Eu ainda acho pouco devido a gravidade dessa causa que sinceramente me tocou profundamente.
    Mas enfim eu fiz e estou fazendo (o que acho que é) a minha parte.
    Há milhares de brasileiras aqui na Europa, inclusive em Portugal, por isso gostaria que a movimentação fosse maior.
    Mas ok!
    Obrigada pelo toque e pela visita

    ResponderExcluir
  29. Plinio Nunes11:55 AM

    Gostei desse blog, dessa maneira de contar histórias tão parecidas com outras histórias que tocam tanta gente. Muito legal.

    ResponderExcluir
  30. Jayme, sempre um cavalheiro.;0)

    ResponderExcluir
  31. Andrea, hahahahahahha.....adoro seu estilo.;0)

    ResponderExcluir
  32. Kelly, vou procurar saber mais.;0)

    ResponderExcluir
  33. Plínio, obrigada pela visita, volte sempre.;0)

    ResponderExcluir
  34. Sibila1:08 AM

    Vivi, me identifiquei com essa vivência de mãe. A minha era extremamente mandona e, ao mesmo tempo, aberta, reflexiva em relação à vida, aos modos de ser e pensar. Superava-se a todo momento. Ultra-correta, petista roxa, tb. Desempenhava sua cidadania nas mais corriqueiras situações: supermercado, farmácia, banco etc. Eu brincava q ela levava a todo canto seu palanquinho portátil. Na maioria das vezes seus discursos eram dosados com uma boa dose de humor e ironia. Uma vez, barrada na porta do banco, alardeou: "Vocês nos assaltam discaradamente todos os dias e nós é que somos os suspeitos?" Figura que me ajudou a crescer muito; é a pessoa mais forte q vive dentro de mim.
    Vi, me identifico c/ vc em mtas coisas, mas carrego um lado um pouco triste e incômodo: me sinto pequena, muito pequena diante da imagem de minha mamã. E que saudade!
    Saudade de vc tb! Bj.

    ResponderExcluir
  35. Imaginei sua mãe como uma mulher de algum filme do Almodóvar, forte, porém muito feminina...

    ResponderExcluir
  36. Chawca...hahahah...não, não...acho que ela é bem mais discreta.;0)
    Ainda estou com problemas no meu contador, depois me ajuda por email?

    ResponderExcluir
  37. Anônimo11:14 PM

    Puxa! Eu conheco outra mandona da mesma familia... kkkk
    bjs
    Frou
    :o)

    ResponderExcluir
  38. Sibila8:24 AM

    Vivi,
    eu sei que acontece sempre e por isso mesmo não custa tentar corrigir, reduzir os erros: aqui em cima troque por favor "discaradamente" por "descaradamente".
    Daqui a pouco vou ler os novos posts.
    Bjs.

    ResponderExcluir

Queridinho, entre e fique à vontade: