05 fevereiro 2007

O bom humor da segunda feira


Eu já disse em outros textos, mas quero repetir: Adoro segunda feira.Adoro.

Como já disse antes, acho que é o dia das possibilidades, das decisões, das oportunidades. E eu estou precisando de tudo isso, imediatamente.

Eu estive pensando nesse final de semana, como tive a decisão certa em me mudar. Além da casa que tanto gosto, ganhei de quebra alguns novos amigos e tenho a sorte de ser vizinha de velhos amigos. Isso é muito novo pra mim, nunca dispensei pra vizinhança nada além de um olá muito do chocho. Sempre tive um preconceito horrível com vizinho.

Agora é tudo diferente. Eu posso passar na casa de F. ou M., minhas amigas desde a graduação, como posso dar um pulinho na casa do Pablito e da Nil, ou do M. - que diz ser meu maior leitor, olha que delícia...! - ou da C., pra conversar, discutir, debater, rir.

Sábado almocei no Pablito e na Nil, além da comiga deliciosa, o papo divertido foi a grande estrela da tarde. Daniel adorou.

Sabadão à noite eu voltei pros praços de Dickens. ( Quem pensou que eu preferia outros braços. acertou....mas me contentei com ele mesmo.)

Domingo, na casa da F., revi P. uma amiga querida que conheci também na graduação, que me apresentou , dessa vez, o irmão e a cunhada. Muito simpáticos e divertidos, contavam da vida no Canadá, onde moram.
Claro que eu, pobretona e provinciana como sou, adoro ouvir isso. É tudo tão diferente, que tenho a certeza que só quem viaja muito efetivamente vive. Sempre me sinto em dívida comigo mesma, quando converso com amigos com essas experiências fantásticas.
O final da noite foi com todo mundo se perdendo em uma cidade próxima, onde a gente foi buscar um super sanduiche. Delicioso, imenso, totalmente oposto do que eu deveria comer, já que estou de dieta. Estou...acho.
Todo mundo perdido, pedindo informação, se perdendo de novo, até achar uma portinha esquisita. Olhei torto pro lugar, mas confiei na dica dos amigos,e não me arrependo.
Deveria até me arrepender, com aquela orgia calórica. Mas foi tão bom pra mim, meu bem.Oh, yeah.Quase pedi um cigarro depois.
M., meu maior leitor, faz propaganda do meu blog sempre que pode, e eu adoro isso. Meu ego recém abalado adora isso.
Ele comenta todos, tem os textos prediletos, uma delícia. Nunca pensei que ser lida fosse tão delicioso. Melhor do que o super sanduíche.

6 comentários:

  1. paulistana que sou, tenho horror de vizinho. Morro de medo!

    ResponderExcluir
  2. Maroto....risos...entendo vc, sempre tive essa coisa de mal cumprimentar.
    Agora, no lugar que moro, o esquema parece das antigas vilas mesmo, to adorando isso.;0)

    ResponderExcluir
  3. Vivien, a mulher que adora a segunda-feira!!! (ao contrário do título do livro do Loyola Brandão, "O homem que odiava a segunda-feira", que citei, uma vez, no meu blog.)

    ResponderExcluir
  4. Clélia, vc sabe que um dia vou escrever um livro sobre todas as decisões que tomei em segundas feiras...ahhaahh....e to devendo a história do Loyola e da sandália, né? uma hora eu conto...rs

    ResponderExcluir
  5. Pois é, 'tô esperando... curiosamente!

    ResponderExcluir
  6. Vivien6:47 AM

    Vivien....ahhahaha....eu conto, eu conto...mas é bobinho, gostei porque foi comigo...rrs

    ResponderExcluir

Queridinho, entre e fique à vontade: