28 janeiro 2007

Post número 100


Faz tempo que quero escrever um blog. Desde que comecei a ler, há três anos. Comecei a ler porque um amigo criou um e insistiu para que eu lesse, através dele conheci outros e outros...o caminho normal dos leiores bloguísticos.
Fiquei fiel leitora de alguns, abandonei outros tantos, revi uns outros: gente que eu achava idiota, acabei achando o máximo...e vice-versa.
Fiz amigos incríveis, boa parte deles pessoalmente, outros ainda só por essa comunicação interessante que é a blogosfera.
Não me canso de dizer que aqui é que tenho lido algumas dos melhores textos que tenho acesso, seja em relação a discussão política ou falando sobre música ou as deliciosas crônicas que encontro todo dia, nos blogs que frequento com assiduidade.
Também já disse várias vezes que tudo vira blog pra mim e tenho vontade de escrever sobre tudo: muita coisa eu não faço, por medo, pudor ou as duas coisas misturadas. Mas que tenho vontade, tenho.
Muitos comentários me fazem rir, me comovem, me irritam e isso é fantástico. Toda essa interação que se tem, transformando o "blogar" em algo coletivo e mutante. Acho que a intertextualidade presente a todo momento é uma das coisas que me seduz.
Eu gosto de cuidar do meu blog: gosto de escrever, gosto de pensar nas imagens que vou colocar aqui, gosto de ler as pessoas que linkei e fuçar nos outros, descobrindo outros escritores.
A idéia de poder escrever sobre qualquer coisa, sem compromisso, sem pauta, sem censura - só a minha interna - é muito instigante pra mim.
Acho que é uma forma de olhar para o Outro e buscar entendê-lo, olhar pra mim mesma e escrever sobre o que penso e sinto. Em uma descoberta constante e , às vezes, dolorosa.
Nem sempre olhar profundamente no espelho é fácil. Exatamente por isso, é fascinante.
Eu descobri o que quero ser quando eu crescer: quero ser blogueira.

16 comentários:

  1. Centésimo post!!!

    Acho que é uma forma de olhar para o Outro e buscar entendê-lo, olhar pra mim mesma e escrever sobre o que penso e sinto. Em uma descoberta constante e, às vezes, dolorosa.
    Nem sempre olhar profundamente no espelho é fácil. Exatamente por isso, é fascinante.


    Fez-me lembrar uma canção do Chico:

    Não, solidão, hoje não quero me retocar
    Nesse salão de tristeza onde as outras penteiam mágoas
    Deixo que as águas invadam meu rosto
    Gosto de me ver chorar
    Finjo que estão me vendo
    Eu preciso me mostrar

    Bonita
    Pra que os olhos do meu bem
    Não olhem mais ninguém
    Quando eu me revelar
    Da forma mais bonita
    Pra saber como levar todos
    Os desejos que ele tem
    Ao me ver passar

    Bonita
    Hoje eu arrasei
    Na casa de espelhos
    Espalho os meus rostos
    E finjo que finjo que finjo
    Que não sei

    A mais bonita
    Chico Buarque/1989


    bjo,
    Clé

    ResponderExcluir
  2. Anônimo1:58 AM

    Acho que vira um tipo de vício.

    ResponderExcluir
  3. Adriana2:40 AM

    E verdade, o blog nos vicia, nos da vontade de escrever o que pensamos, o que queremos ou o que fizemos, nos da liberdade de ser nos mesmas...Adoro seu blog..
    beijinhos do outro lado do oceano

    ResponderExcluir
  4. *



    eu acho que bloagr é terapia coletiva.
    um fala, muitos respondem.
    um se expoe, muitos refletem.
    e essas reflexões dos muitos, inevitavelmente, muda quem se expe.
    pra melhor, espero.
    juro que tô tentanto.




    *

    ResponderExcluir
  5. Clélia, suas citações sempre dão um toque delicioso!

    ResponderExcluir
  6. Dri, que bom que vc gosta da minha Casa..;0)

    ResponderExcluir
  7. Xôn, é terapia coletiva mesmo, isso eu tenho certeza...rs

    ResponderExcluir
  8. gugala1:46 PM

    Vivien, vc já é, e das boas, desde poste #1.
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Sinto tudo o que disseste sobre o mundo blogueiro. É assim que me sinto diante (e dentro) dele.
    E escreveste tudo muito bem. Belo post-crônica.

    ResponderExcluir
  10. Guga, obrigada.;0) beijo.

    ResponderExcluir
  11. Lipe, obrigada. Que bom que vc esta de volta.

    ResponderExcluir
  12. Alek, obrigada!!!! agora eu quero ganhar com isso, tem jeito? ..rs

    ResponderExcluir
  13. Se tiver, me avisa que eu tô dentro...

    ResponderExcluir
  14. Alek, já pensou que delicia??????

    ResponderExcluir

Queridinho, entre e fique à vontade: