28 janeiro 2007

A outra semana


A secretária da médica com quem faço acupuntura me ligou: eu tenho
duas sessões já pagas, que não fiz.
Posso ir lá essa semana.
Quase tive um treco.
VIBREI. A clínica onde eu faço - ou melhor, fazia...- é meu paraíso particular. Na sala onde eu fico toda cheia de agulhinhas espetantes, tem uma luz suave, uma música meio hipnótica e um jardim de inverno com uma aguinha que me deixa moooole , só de pensar que vou ouvir.
Eu achei esse tipo de tratamente realmente interessante, senti rapidamente os efeitos, em vários aspectos.
A médica com quem fiz era extremamente ortodoxa e se "rendeu" a essa técnica há anos, depois de muita pesquisa e observação.
Ela já sabe que alguns pontos são muito dolorosos pra mim, faço manha mesmo, não adianta.
Mas , uma vez devidamente "agulhada", durmo.Durmo mesmo, sonho, elas me acordam. E saio pronta pra absolutamente qualquer coisa.
Essa tradição oriental é de tal forma sutil e profunda, que nem me atrevo em tentar compreendê-la. Talvez não compreendê-la também tenha um toque mágico. E eu gosto disso.

11 comentários:

  1. Vivien,

    Nunca fiz acupuntura, mas morro de vontade. Já a Clélia, morre de medo da idéia. Um dia, vou fazer.

    O que tenho experimentado, com algum sucesso, é o DO-IN, que vivo aplicando, a tordo e a direito. Saio, por aí, tentando aplacar a dor de amigos, colegas, desconhecidos. Em mais de metade das vezes, dá certo. Um dia ainda me dedico mais a estudar essas coisas.

    ResponderExcluir
  2. Acupuntura fiz quando moleque. O médico era meio pilantra, meio pelassaco, meio gente fina e não me agradou. Eu saía da mesma maneira que entrava na sala. Acho que a única coisa realmente boa que aprendi ali foi a curtir comida "natureba" e a tentar fazer Yoga.

    Obviamente isso é recordação do milênio passado, né?

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Adriana1:04 PM

    Acunpuntura, em sonhar, sou bundona demais pra isso, mas aaaaaaadmiro quem faz...
    Beijinhos do outro lado do oceano

    ResponderExcluir
  4. Arnaldo, eu realmente tinha medo, achava que doía, etc. Mas é fantástico, o resultado é muito rápido e visível. Vou te passar o tel dessa médica, fica em Souzas.

    ResponderExcluir
  5. Zander, todos nós, do milênio passado, passamos por isso. Eu já tentei yoga tb..mas confesso que não gostei tanto, me deixava impaciente.
    Comida natureba, aqui em Campinas, era no Cenat, um restaurante delicioooooso, que era ponto de encontro. Mas virou bingo....bingo. Sem comentários!

    ResponderExcluir
  6. Dri, se EU fiz e digo que dá pra fazer...rs...mais bundona do que eu???

    ResponderExcluir
  7. Anônimo2:00 AM

    O meu sonho de consumo é um massagista japonês - mestre em váris técnicas, inclusive acumpuntura - de plantão 24 horas em minha casa.
    Um dia eu consigo.

    ResponderExcluir
  8. Tati, meu sonho de consumo é um massagista, "cafunisista" e outras coisas....plantão 24 horas. Mas eu queria que fosse assim, meio Reinaldo Gianechinni, meio Demolidor...;0)

    ResponderExcluir
  9. Ahahahahah!
    Essa sacada de colocar o pinhead ilustrando o post foi ótima!
    Acupuntura é dez. Já distendi um músculo da lombar que não conseguia nem andar de tanta dor. Em dois dias as agulhinhas me deixaram novo.

    ResponderExcluir
  10. Lipe, eu já estava pra por essa ilustração "docil" faz tempo...hahah
    Volto essa semana pras agulhinhas.

    ResponderExcluir
  11. Ih! Eu sei como é... rs

    ResponderExcluir

Queridinho, entre e fique à vontade: