11 agosto 2007

Arte (?) na rua






Será que era arte?
Eu juro pra vocês que eu achava que sim.

10 comentários:

  1. eu tive um namorado q era de um grupo de teatro amador. sim, era pq qdo começamos a namorar eu EXIGI q ele saísse daquela bosta pq afinal era um treco insuportável. Teatro pra mim é Oscar Wilde, Tenessee Williams, Shakespere e musicais.. o resto é argh... sem contar aquelas meninas hippongas q nao se depilavam e uns jantares onde o povo chorava ouvindo umas músicas do tempo do êpa... ainda bem que ele saiu logo depois da minha exigência, senão eu teria um colapso nervoso...rs

    ResponderExcluir
  2. Lady A., sempre que me lembro sdos tempos sde teatro amador, tenho vontade me cortar os pulsos com faca cega!;0)

    ResponderExcluir
  3. Ah, o idealismo e a vitalidade da juventude leva as pessoas a situações e desafios interessantes. Pode não ser, digamos assim, uma forma de arte rebuscada, bem estruturada, mas é a porta de entrada para esta bela arte do teatro, e aí é onde está o grande lance. Pena que maior parte das pessoas que fazem teatro amador quanmdo jovens, acabam não seguindo como profissão depois, mas se ficar o gosto pelo teatro, já é um ganho.

    Lembro-me que certa feita eu assistia a um espetáculo de rua, de um grupo amador, aí lá pelas tantas entra um bêbado, da rua, no meio da peça e rouba a cena. Os coitados dos atores tentando tirá-lo dali, e a platéia rindo e gritando para que ele ficasse, aí, o que sería um drama, acabou virando comédia.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Vivien,
    desculpe-me andei meio sumidão daqui e perdí alguns posts. Tá meio complicada a vida. Devagar, devagarzinho vou colocando em dia, tá?
    Liga não, sou meio complicado mesmo.
    Beijo, menina

    ResponderExcluir
  5. Tiago, no último sábado vi um espetáculo de teatro de rua que eu adorei. Foi interativo, divertido, criativo...o problema do teatro amador é uma busca ingênua de uma pseudo-profundidade que é irreal.
    beijos.

    ResponderExcluir
  6. Valter, fique à vontade. Vc sabe que aqui é a casa da mãe joana mesmo...heheh

    ResponderExcluir
  7. Eu acho que sim, é arte, não importante se profissional ou amador. Digo mais, respeito muito os grupos amadores, por fazerem tudo por amor.

    ResponderExcluir
  8. Lino, eu confesso pra vc que morro de rir com o que eu fazia e chamava de "teatro amador" quando era adolescente....
    Tipo interpretar filósofos com gestos e outras barbaridades.
    Mas claro que tem gente boa por ai, beijos.

    ResponderExcluir
  9. Que legal, Vivien! No meu tempo não tinha nada disso, ainda mais lá na minha cidadezinha do interior.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Rosamaria, vc ia se divertir vendo o "show"....rs

    ResponderExcluir

Queridinho, entre e fique à vontade: