16 março 2010

Releituras e novas leituras


Faz algumas semanas li Amoz Oz pela primeira vez. Não sabia e nem sei nada sobre ele, comprei o livro por acaso, em uma dessas promoções da Fnac. ADOREI.
O livro se chama A Caixa Preta e é essa "caixa preta" que abrimos aos poucos , através da narrativa dele. O texto todo é elaborado através de cartas e telegramas de diferentes personagens, onde é possível construir e desconstruir a imagem que fazemos de cada um deles e da própria história.Delicioso, inquietante.
Comecei a ler Scott Fitzgerald por esses tempos: não sei se gostei ou não. Não detestei, dá pra ler. Olha que coisa deprimente de se dizer de um autor!! "dá pra ler"...é mais ou menos quando uma mulher conhece um homem e diz "ah, ele é educado". Bom, se ele é "educado", não sobrou um só elogio pra fazer, um caos.Mas assim que terminar o livro, comento melhor.
Reli A Dama das Camélias - não riam! ando assim, com romantismos infantis...rs - ele tem sim sua beleza, claro. Apesar de repetir o esquema "mulher fatal se apaixona e se torna imbecil". E o detalhe dela usar camélias brancas vinte e cinco dias por mês e vermelhas durante cinco....eca....rs.....que nojo! "não venha na minha casa hoje, camélia vermelha".
Reli A Idade da Razão, do Sartre. Lembro que tinha me impactado tanto!
Li com prazer porque a escrita é saborosa, desce goela abaixo como um vinho gostoso.
Mas pelamordedeus...que personagens são aqueles?
A Marcelle é uma neurótica semi-agorafóbica, chata, inútil.
O Daniel é o típico misógino - manipulador. A Lola é uma coitada cheiradora e caçadora de franguinhos bobos. O Bóris É o franguinho bobo. A Ivitch deve ter sido a personagem mais idiota que eu já vi: devia cantar REBELDE! Guria frígida que não suporta que a toquem...
Em uma das cenas bobocas, em um bar, ela se corta, mostra o sangue pra outra mulher, em uma dessas cenas "pra chocar".ZZZZ.......
"Eu sou má, viu? olha que rebelde que sou.....uiuiuiui!!!", batendo o pezinho.Jesus.
Mas o pior mesmo é o Mathieu: um professor que se relaciona quase o tempo todo com esses dois últimos citados, dois jovens alunos. No frigir dos ovos: um inseguro que precisa do olhar ingênuo de um aluno pra se auto afirmar, assim, cita dois ou três autores, uma ou outra frase de efeito e posa de intelectual. Me poupe.
Em um determinado momento, Bóris diz que o viu falar de Kant, bebendo vários uisques, sem se embebedar.
1) o cara falou de Kant = um chato.
2) o cara falou de Kant babando no uisque = pelamordedeus
3) o cara falou de Kant babando no uisque pra um aluno = patético.
Eu ainda vou reler os outros da trilogia, não será um esforço porque eu realmente gosto do trato que Sartre dá a palavra. Só ri muito desses personagens.
Vale a pena lembrar, que quando eu li, mais ou menos na idade da Ivitch, achei tudo maravilhoso. Oh, céus.



***texto publicado orginalmennte em 2006.

14 comentários:

  1. Nossa! Qta leitura!
    Qtas horas tem seu dia, vivien?
    bj

    ResponderExcluir
  2. O Grande Gatsby é maravilhoso. Belos e Malditos também. Suave é a noite é menor. Este Lado do Paraíso é uma bela estréia. Contos da era do jazz tem sua beleza. O ÚLtimo Magnata mesmo incompleto, diz muito. Fitzgerald não é um autor que "dá pra ler" é um autor que se "tem de ler".

    Já leu "As Palavras" do Sartre?

    ResponderExcluir
  3. ricardo, na minha concepção, nenhum autor é obrigatorio: quem o elogia por obrigaçao, diz que o rei tem uma linda roupa....tolice.
    nunca elogio por dever, nem literatura, nem ninguem.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo2:28 PM

    Fiquei curioso de ler Sartre - nunca li nada dele.
    Ops. Tb me dei conta de que faz dois anos que não leio nenhum livro que não tenha a ver com tempo, espaço e dramaturgia. :]

    ResponderExcluir
  5. Eu não elogio por dever, elogio por dever de ofício, literatura é a minha praia, estou nessa área desde os meus dezoito dentro de uma faculdade e bem antes disso dentro de uma biblioteca... Fitzgerald, diga-se de passagem, "veste-se" muito bem.

    ResponderExcluir
  6. Caramba Vivien!
    tu lesse tudo isso em quanto tempo More?
    A dorei qdo vc disse não riam qdo eu já estava rindo Ha Ha
    Mas tb fiz cara de "Oh!" qdo vc fala das personagens de Sartre e tb fiz outra cara de curiosa pra Fitzgerald...
    Deu vontade de ler mais assim qualquer coisa, ultimamnete só tenho feito leitura "focada" ...tô precisando ver de novo "Desconstruindo Harry".
    beijão da sumida aqui

    ResponderExcluir
  7. Felipe, literatura ou morte!

    ResponderExcluir
  8. Ricardo, então tá.

    ResponderExcluir
  9. Cyn querida, vou lendo e contando. E vc está me devendo uma bibliogra
    fia, aliás!!!bj.

    ResponderExcluir
  10. Andréa Frou9:44 PM

    O Daniel eh o mais ridiculo!!! Tive vontade de dar uns tabefes na orelha dele, mesmo qd tinha 18... hahaha

    ResponderExcluir
  11. Andrea Frou9:50 PM

    "o cara falou de Kant babando no uisque pra um aluno = patético."

    PRIMOR! KKKKK Quase chorei de rir... e qtos babacas desses encontramos por ai... kkkk

    :o)

    ResponderExcluir
  12. Andrea Frou10:13 PM

    Vou ler Caixa Preta. Empresta? hehehe
    Qt a Dama das Camelias, coitadaaa...

    ResponderExcluir
  13. Frou, os babacas deveriam abrir um sindicato.
    Empresto a Caixa Preta.

    ResponderExcluir

Queridinho, entre e fique à vontade: