27 outubro 2006

Filho



A diferença entre ter um filho de sete anos e um de quase catorze é grande. Com sete, a mãe diz "filho, eu te amo. Te amo até lua." e o coisa linda responde " eu também te amo: até a lua, até as estrelas, até os anjos, até Zeus, até o Babylon V, até o espaço sideral..!!!".

Quando ele tem quase catorze..."filho, eu te amo."..."Mãe, a gente está em público!!!"

Vou ter que esperar mais alguns anos pra ouvir de novo, mas vou fazer ele pagar mico até lá.

hehe.

14 comentários:

  1. obrigado pelo comentário deixado em meu blogue...

    ResponderExcluir
  2. Ricardo, o filme merece comentários.;0)

    ResponderExcluir
  3. Anônimo4:33 PM

    Faça mesmo. Esses menionos precisam aprender a receber amor de mãe em todas as idades!!
    Sem faalr que é muito bom ouvir de volta,né?

    ResponderExcluir
  4. Rsrs... acredito que seja assim mesmo... Ja morei em Campinas, gostava dai.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  5. Tati, ele fala só dentro de casa...rsrs

    ResponderExcluir
  6. Thais, seja bem vinda.;0)

    ResponderExcluir
  7. Hahahahahahaha... puxa Vivien, sei tão bem o que é isso... 14 anos é fogo... ´pra mim foi a pior fase com Bia, hoje, aos 19, ela já arrisca voltar a fazer algumas demonstrações de amor e é tão bom... guentaí que tudo melhora :-) beijão!

    ResponderExcluir
  8. Denise, estou saindo com ele agora pra um churrasco...ele já me deu todas as "diretrizes", são muitas regras, um saco!..rs

    ResponderExcluir
  9. Essa fase "Legião Urbana" vai passar... "você culpa seus pais por tudo, isso é absurdo". Lembrar que a gente também fazia isso também pode ajudar.. ou não? No quesito paternidade ainda não estou podendo opinar muito não...

    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Tarcísio, romper o cordão umbilical faz parte...;0)

    ResponderExcluir
  11. ha ha ha também sei bem que é isso Vivien...só que o que beijos e te amos em público rolam até hoje com Ynaê que tem tb 14, ela fica meio desconfiada:
    -Ô mãe, será que vão achar que a gente é sapatão?
    - Ha ha ha deixa pensar bebê.
    -Não mãe, BEBÊ não, né.
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Cynthia, "bebê" é chutar o pau da barraca...ahhahahah
    As saídas estão controladas: exemplo....restaurante pode, mas cinema não ( só se tiver outra pessoa convidada)...e mais um milhão de regras chatas...rs

    ResponderExcluir
  13. Eu tb percebo isto com o meu de 12 hoje em dia, mas ele ainda é muito carinhoso. Muito mais do que eu jamais fui com o meu. A gente progride....espero
    bj

    ResponderExcluir

Queridinho, entre e fique à vontade: