25 abril 2008

O fim de uma era






Ontem passei no Cambuí e vi que o Caicó não existe mais.O Caicó era o último bar de uma outra era,um período onde os jovens da cidade iam pro "setor",um lugar onde os bares se agrupavam e "todo mundo" ia.Porque em um determinado momento da vida,seus amigos são "todo mundo",são um mundo.
Naquele pedaço,meu bar predileto era o Ilustrada.Era lá que,há vinte anos,eu ia ver a Tati e a Carô cantarem seu delicioso repertório.Era pra lá que eu ia sem combinar,porque sabia que ia encontrar meus amigos.Mas isso era em outro século.Literalmente.O Ilustrada era uma casa antiga,com muita mpb,visitada por qualquer pessoa bacana que viesse na cidade.Virou um estacionamento.Por uma questão de princípios,nunca parei ali.Seria uma heresia.
O Olhar 43 era um outro bar que eu gostava,o Natural eu detestava,só ia quando R.vinha pra Campinas...ele fazia questão de ir naquele criadouro de porra-loucas e eu o acompanhava.Esse bar também fechou.
O Caicó mudou de estilo,ficou sem cara,sem identidade,seu fim foi morrer mesmo.
Mas eu fiquei triste.Tinha visto a reportagem do Bruno falando sobre o outro bar,mas por algum motivo,apesar de ler que era no lugar do Caicó,ainda não tinha sentido a ficha cair.Achei que ele sempre estaria ali,eu acho.
Para muita gente,pode ser apenas um bar que fechou.Pra mim e pra outros...é o fim de uma era.Foi lá que fui papear com Tar e outros amigos professores,contando pra eles como era o bar há anos.Foi lá que minha amiga jogou uma idiota escada abaixo.Foi lá que comecei a namorar meu ex-marido.Era pra lá que eu,Dri,R. e nossos amigos,íamos nas sextas feiras,filosofar sobre a vida,planejar um futuro que parecia tão longínquo.Impossível pensar no Caicó sem pensar nas pessoas importantes pra mim,sejam eles amigos,namorados - mesmo os que deram mancada,mesmo aqueles que nem entraram efetivamente na minha vida.Mas me lembra principalmente aqueles com quem tive longos e intensos relacionamentos.Todos os namorados realmente importantes,foram comigo no Caicó.Se nunca pisou ali comigo,foi um ninguém na minha história.
Ver que não sobrou nenhum bar do setor - apenas o clássico city bar,que eu não vou - ver que todos os lugares onde coisa bacanas aconteceram,me deixou estranha.
Já disse para os amigos que fazer 40 anos está pirando minha cabeça.Realmente gostei de fazer trinta,mas quarenta,hum,sei não.Aquela coisa clássica de fazer um balanço na vida pode ser algo bem estranho a essa altura do campeonato.
Me despedir do setor,me despedir de espaços nessa cidade,fazem parte de um ritual de passagem difícil,como são todos os rituais de passagem.
Não se iludam,não sou saudosista.Sério.Mas acabar com parte da minha história foi demais pra mim.

15 comentários:

  1. Você como moça (gostou do moça? :)campineira me responda uma coisa: Já foi visitar o Museu do Diálogo no Escuro? Então vá e conte pra nóis :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Nostalgia é bom também.
    As vezes me deparo me lembrando de coisas que foram tão importantes em um dado momento, e sem mais nem menos desaparecem.
    A impressão que tenho, e que eram importantes só para mim.
    Sei lá.
    Beijinhos e um lindo domingo.

    ResponderExcluir
  3. ***Marcia,ainda nao fui...mas eu vou e conto.;0)

    ***Aninha,as vezes penso assim tb.;0)

    ResponderExcluir
  4. Vivinha,
    O Olhar 43 era muito chato, mas o Natural era muitooo legal!!! Agora eu fecho com você qt ao Caicó e Ilustrada. Qd o Ilustrada fechou, eu quase infatei, mesmo não frequentando... rs Bom! O Caicó eu já nem sabia que ele existia... mas espero não ver um estacionamento no lugar.... rs
    Quanto a crise dos 40, acho que não corro este perigo, afinal, o mergulho profundo na escuridão que representou a crise dos 30 já bastou para uma existência.
    Tem muita gente, mas muita gente mesmo, que diz que os 40 são D+. Espero que eles estejam certos e que os 40 representem A ERA. Eu prefiro acreditar nisso... hehehe
    bjs
    :o)

    Ps: ano que vem eu te alcanço. Aiii

    ResponderExcluir
  5. Eu sei muuuito bem como é isso, Vivien...
    Aproveita bem teus 40! Curte , pq é cada vez melhor!
    Bjim.

    ResponderExcluir
  6. Tive o prazer de conhecê-lo antes de sua "morte". Fui duas vezes lá, a segunda e última foi com você e a Chris. Conheci um pouco mais a cidade e suas histórias e sua voz. Saber sobre o "setor" foi mesmo uma "virada" nos meus conhecimentos campineiros. Mas as cidades cada vez mais sofrem com a sede pela mudança e pelo novo, nisso engole suas praças, seus bares e suas histórias para dar lugar a shoppings e a diversão regulada desses ambientes.

    ResponderExcluir
  7. Tive o prazer de conhecê-lo antes de sua "morte". Fui duas vezes lá, a segunda e última foi com você e a Chris. Conheci um pouco mais a cidade e suas histórias e sua voz. Saber sobre o "setor" foi mesmo uma "virada" nos meus conhecimentos campineiros. Mas as cidades cada vez mais sofrem com a sede pela mudança e pelo novo, nisso engole suas praças, seus bares e suas histórias para dar lugar a shoppings e a diversão regulada desses ambientes.

    ResponderExcluir
  8. "Se nunca pisou ali comigo,foi um ninguém na minha história." Nossa, até gelei nesta primavera incipiente que avança sobre Lisboa... Ainda bem que EU fui ao Caicó com você, caso contrário ja estava evaporada de sua historia. Mas, vc sabe, fui a contragosto, pois aquele já nao era o Caicó dos tempos do "setor"... mas ok, se valeu pra poder estar os entre seus queridos, eu "deixo estar", como dizem por aqui. Beijo grande e saudades

    ResponderExcluir
  9. Sibila6:41 AM

    Oi linda Vivi,
    ausente, eu sei, vc perdoa?
    Gostei demais de saber que a tese voltou vento e pôpa. Ótimo mesmo, sei um pouquinho como são essas coisas acadêmicas.
    Os bares, muitos se foram deixando saudades, assim como deixam saudades amigos que não vejo há um tempão. Sabe que esse negócio de fazer 40 anos é um excelente motivo para reencontrar amigos. A maioria da minha turma de colegial e faculdade completam isso que nos parece agora ser meia-vida (espero que sigamos bem e mais adiante)e, no balanço, muitos querem rever os bródi e as mina dos antanho. Bródi e minas um pouquinho mais enrugadinhos, vários fora de forma (digo, física), mas que têm tudo para continuarem, agora mais assíduamente, a ser os bródi e as mina. Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Vi, a nostalgia bateu forte lendo seu post....tantos anos fora do Brasil e as recordaçoes batem forte....ah eu era feliz e nao sabia...eu ja passei da fase crise dos 40...afinal este ano faço 45 (Meu Deus)...olho para tras e sinto que o tempo passa depressa ...voando...
    Vou reavivar meu blog contando algumas historias de nossa fase Anibal.
    Beijinho carinhosos cheio de energia positiva do outro lado do oceano

    ResponderExcluir
  11. Descobri por você que o Caicó fechou.
    Eu te entendo...mas acho que a sabedoria dos quarenta anos é saber que nada é eterno. Nem seus namorados, nem aquele momento que você viveu lá, nem as prioridades daquele tempo, nada ficou igual. Você principalmente.
    A sabedoria é saber lembrar com emoção, mas abrir os olhos para as outras coisas novas que estão por vir.
    Se você ficar olhando para trás vai tropeçar no caminho. Olhe pra frente. Vá a outros bares. Conheça outras pessoas. Aquilo que a gente viveu não existe mais, só na nossa memória, foi lindo, foi ótimo, divertido, intenso, mas acabou.
    O que o futuro te reserva?
    Não sei. Mas certamente é alguma coisa que está na sua frente, não lá atrás.
    E agora, nos seus gloriosos 40 anos, você vai saber curtir de uma outra forma, mas vai curtir também.
    Sim. Com o fechamento do Caicó, fecha-se um ciclo.
    Eu espero ansiosa para entender oq ue virá, daqui pra frente.
    Quer sentar do meu ladinho, tomar uma fanta laranja e ver no que isso vai dar??

    ResponderExcluir
  12. ***Tar,por mais que ele tenha mudado - e mudou - ele ainda era uma referência pra mim.
    Foi punk ver a morte do bar.;0(

    ***Ana Elisa!!!! que bom ver vc por aqui!!! Tô morrendo de saudades,me liga assim que voltar pro Brasil.;0)
    Mas fica fria...rs...essa minha afirmação só vale pra namorados.hehehe.
    Mesmo assim,ainda que reclamando,vc foi mesmo comigo...rs
    beijocas.

    ***Sibila,no segundo semestre vai rolar um encontro de ex aluno unicamp...só espero estar mais magra...rs..
    Eu tô tentando metabolizar esses 40,tô tentando.
    Saudades de vc,precisamos nos ver.beijos.

    ***Dri,vc foi milhões de vezes comigo no "setor",diz ai...bate mesmo saudades,né?
    Vamos fazer uma sessão post remember???hehe.beijos.

    ***Tati,eu pensei em te responder com um monte de palavras...mas o que melhor poderia traduzir é....
    POR ESSAS E OUTRAS É QUE TE CHAMO DE GURUA!!!!
    beijos.;0)

    ResponderExcluir
  13. ***Frou,Natural...???bah..pelamor..rsrsr...
    Quanto aos bodes,eu realmente gostei de fazer 30,vamos ver como faço nesse próximo aniversário.
    ai,ai.;0)

    ***Rosamaria,to tentando,to tentando...rs...;0)

    ResponderExcluir
  14. Vivinha,
    foi uma era que passou, que virou saudades,que virou lembranças boas.
    Contudo,outras virão,boas tb, aos quarenta,cinquenta, sessenta e..., sou testemunha disso.
    Bjs
    Mamãe

    ResponderExcluir
  15. Mãe, espero que sim..mas todo fim de um período é esquisito.
    beijos.

    ResponderExcluir

Queridinho, entre e fique à vontade: