14 março 2008

Novelas 1/4

Essa escolha aqui é óbvia,mas é necessária.Marcou padrões,estabeleceu algumas gírias que perduram até hoje,meu filho me chama de "Isaura" às vezes,por exemplo.
Foi um produto de exportação e parece marcar o imaginário de uma geração.Um professor brincava dizendo que Bernardo Guimarães era tão racista que só poderia meesmo se condoer de uma escrava...branca.E eu concordo com ele.Pena da branquinha,certo? Branquinha ouvindo "Tire minhas botas,Isaura!" parecia algo inimaginável.Tanto para o autor no momento da elaboração do livro quanto no momento da adaptação para a tv,feita por Gilberto Braga,o sempre fantástico,Gilberto Braga.
A abertura elaborada com gravras maravilhosas de Debret,dá de presente para o telespectador essa música deliciosa.Eu adoro essa música.Aliás,virou uma espécie de código:cante "lerê....lerê" e todo mundo já saca o que é.
Eu via todo dia,na casa da minha avó,comendo batatinhas fritas.Estava na quarta série e estudava à tarde,como minha mãe trabalhava,eu ia pra casa da minha avó.E eu adorava isso.Me lembro de ver minha avó trabalhando o tempo todo,cozinhando,limpando,só parando quando eu chamava pra ver a novela.Escuto a música e estou lá de novo,sentada,chamando :"vó...começou!"


24 comentários:

  1. Como faz falta uma novela boa, uma vó, e umas batatinhas fritas, né?

    Bezzos, querida,

    ResponderExcluir
  2. Srta.Rosa,vc entendeu tudo.;0)
    beijos.

    ResponderExcluir
  3. Não sou noveleiro... mas concordo...
    Marcou gerações...

    E totalmente de acordo!!! Vó é sempre bom!!!

    ResponderExcluir
  4. novelas marcam a vida mais nao tanto quanto vos e batatinhas.

    ResponderExcluir
  5. E ainda ter, Vivien, além das lindas gravuras de Debret, na abertura da novela, uma composição de Caymmi, cantada por ele:

    Retirantes
    Dorival Caymmi


    Vida de nego é difícil
    É difícil como quê
    Eu quero morrer de noite
    Na tocaia me matar
    Eu quero morrer de açoite
    Se tu, nega, me deixar

    Vida de nego é difícil
    É difícil como quê
    Meu amor, eu vou m’embora
    Nessa terra vou morrer
    O dia não vou mais ver
    Nunca mais eu vou te ver

    Vida de nego é difícil
    É difícil como quê


    Bjo,
    Clé

    ResponderExcluir
  6. deu saudade nao foi da novela nao, foi do tacho de doce de leite da dona Jupira...

    ResponderExcluir
  7. Vivinha,
    Sei do seu amor por"Escrava Isaura"
    mas... "vó...começou", me deu até um frio na barriga de tanta saudades.Bons tempos ao lado deles.
    Bjs
    mamãe

    ResponderExcluir
  8. Essa música ficou na cabeça dos brasileiros por muito tempo. Era um época em que todos ainda assistiam novelas, inclusive eu.

    Tem um prêmio à tua disposição lá no blog, Vivien.

    Bjim.

    ResponderExcluir
  9. Marco,eu sou hiper noveleira.;0)
    E essa música não é mesmo tudo de bom? beijos e volte sempre.

    ResponderExcluir
  10. Belle,vc é uma jovem escritora....olha esse comentário!;0)
    beijos.

    ResponderExcluir
  11. Clélia,não é uma abertura pra ficar na História? beijos.;0)

    ResponderExcluir
  12. Jupira,doces sempre me dão saudade.;0)
    beijos e volte sempre.

    ResponderExcluir
  13. Mãe,vc viu a cena,né? beijos.;0)

    ResponderExcluir
  14. Rosamaria,hoje com a tv paga temos mais opções.Beijos e to indo lá.;0)

    ResponderExcluir
  15. Estas lembranças vem com tanta força...
    Muito bom!

    ResponderExcluir
  16. Ana,eu adoro isso.beijão.;0)

    ResponderExcluir
  17. Lindo isso.
    Momentos marcantes.
    Mesmo sabendo que ficou lá atrás, está presente em nossas vidas.
    Vó é bom, é bom também.
    Beijos menina.

    ResponderExcluir
  18. Assistir tv com vó, é uma recordação que fica pra vida toda. Não deu tempo de eu assistir qualquer novela com minha vó, mas me lembro de assistir um programa que se chamava "Xênia e Vc" Ai, será que é isso??? Enfim, seja novela ou qualquer outro programa, sem vó, não é a mesma coisa.
    Bjo - pati

    ResponderExcluir
  19. Vivien,

    Respondi seu comentário, lá no Achados, voltou pra ver?

    bjo,
    Clé

    ResponderExcluir
  20. Aninha,"é bom também"...hehehe
    Acho que vou adorar ser avó.;0)beijos.

    ResponderExcluir
  21. Pati,eu me lembro desse nome,mas não lembro do programa..
    A minha sorte foi ter aproveitado a presença da minha avó.;0)
    beijos.

    ResponderExcluir
  22. Clélia,to indo lá.;0)
    beijos.

    ResponderExcluir
  23. joseluis1:41 PM

    quando eu era bem garoto via as novelas entre a minha avó e meu avô
    os dois prestando a maior atenção
    nos intervalos comerciais eles cochilavam, cochilavam não, dormiam mesmo
    terminavam os comerciais eles automaticamente acordavam
    sozinhos
    era impressionante

    ResponderExcluir
  24. Jose luis,essas cochiladinhas de velhos parecem mesmo programadas.beijos.

    ResponderExcluir

Queridinho, entre e fique à vontade: