02 julho 2007

Anos oitenta


Volta e meia eu falo algo sobre essa década. Isso é fácil de entender, pois eu era adolescente na época e as babaquices de adolescência sempre ficam empoeiradas em algum plano da consciência.
Eu era uma garota que dançava jazz, a grande brega-moda da época. Me diverti muito fazendo isso, participando da equipe que se apresentava em outras cidades, essas coisas todas. Nosso dia de divas, enfim.
Uma vez, em Niterói, dançamos em um teatro onde havia lâmpadas ao redor do espelho, ou seja, a maior fantasia de camarim que uma garota pode ter. Demos gritinhos felizes, óbvio.
Esse filme aqui foi um "clássico" pra nós, divirtam-se.

34 comentários:

  1. Aiaiai, eu adoraaaaaava esse filme!!!

    Acho que morria de inveja, porque jamais consegui dançar, HAHAHAHA...

    beijão!!!!

    ResponderExcluir
  2. Luciana, eu era terrível em esportes, uma negação total...mas me dava bem nessa coisa da dança. Como eu curti isso!!! beijos.

    ResponderExcluir
  3. Tati, era bão, era bão.;0)

    ResponderExcluir
  4. divertido demais.;0)

    ResponderExcluir
  5. Vivien, gostei demais do seu blog. Muito mesmo. Meus parabéns. Eu já o coloquei lá nos links ao lado direito da telinha, ou seja, "linkei-a"...
    Vai ter de me aturar por aqui com os meus palpites.

    Aposto como viu o Grease algumas vezes ou ainda o Dirty Dance.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Hehehehe eu também dançava jazz e uma amiga minha fez uma apresentação com a mesma coreografia da mocinha do filme! Tempo bão aquele :)

    Ahh Vivien agora que vi o seu site meter. Pra ver a contagem você tem que entrar nele. Mas ela está lá, eu já vi :)


    Bjs

    ResponderExcluir
  7. A década de oitenta foi uma época maravilhosa, lembro-me que aos 12 anos ('88), num festivalzinho de colégio, eu e uns amigos fizemos uma dublagem do Legião Urbana cantando "Que País é Esse?", bons tempos.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Devo confessar que imitava as dancinhas!
    Vergüenza!!!

    ResponderExcluir
  9. Ah... Eu era criança nos anos oitenta e já naquele tempo eu achava muita coisa trash, por exemplo nunca entendi os "permanentes" ou os "mullets"... Até escrevi sobre essas "baranguices", é meio terapeutico... Hehehehe...
    Confesso que gosto desse filme, e que aliás as músicas desse filme estão na minha play list de faxina! What a feeling!! Yes baby, yess...
    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Quando adolescente, eu e minhas amigas assistíamos incansáveis a este filme, tentando imitar os passos da moça. O problema era que, na época, só uma de nós tinha vídeo em casa. Quer dizer, não era problema para nós e, sim, pra mãe da guria que tinha o tal vídeo, já que a gente passava a tarde toda torrando o saco na casa dela, hehehehehehe...

    ResponderExcluir
  11. Vivien,
    curtiu a adolescência, mesmo!
    beijim

    ResponderExcluir
  12. Nossa! Um classico! Mais ainda por ser um enredo tao plausivel: a mocinha da periferia, atraves de uma danca 'de rua', vencer um concurso em que concorrem dancarinas classicas. Evidente que a mocinha vai ganhar, nao eh? Afinal, pra que servem os classicos, seja la do que for!!! Puxa! E eh claro que como toda piao de fabrica, 'de chao', ela vai namorar o dono da fabrica. Tudo perfeito! E nos eramos tao felizes! rs
    bjs
    :o)

    Ps: e os pais eram uns insensiveis, lembra? Lembra dos pais da patinadora? Quantaaaaaaa insensibilidade......

    ResponderExcluir
  13. Vivien

    Eu nem sei quantas vezes assisti este filme. Minha filha tb fazia jazz e eu acompanhava tudo, bordando fantasias e maquiando a turma toda.

    Talvez faça um post!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Adelino, matou a charada: assisti mesmoooo!!!....volte sempre e obrigada pelo link.;0)

    ResponderExcluir
  15. Márcia, eu entro depois de responder aos comentários...e dá zeeero.Não entendo.

    ResponderExcluir
  16. Tiago, dez anos depois dessa sua história, em 1998, eu ajudei um grupo de alunos a fazer uma pequena peça na escola. Adivinhe a música escolhida por eles pra encerrar o trabalho?;0)

    ResponderExcluir
  17. Carol, ahhahaha......vergonha nada, era um must.;0)

    ResponderExcluir
  18. Babs, eu tive um namorado de mullet....eca....risos..

    ResponderExcluir
  19. Cláudia, foi uma febre.;0)

    ResponderExcluir
  20. Valter, pena que eu tenha poucas fotos dessas coisas. Acho um barato os adolescentes-fotógrafos de hoje,.;0)

    ResponderExcluir
  21. Frou, com vc disse, mais plausiiiiivel, impossivel....gargalhadas.
    E ela morava em um barracão, lmebra? Eu achava tudo o máximo..trabalhe no chão de fábrica de dia, dançar a noite inteira( afinal, dormir pra que???). Apesar de bonitão, eu pensava..."po, ela namora um velho"..
    ehheheh

    ResponderExcluir
  22. Rosamaria, faz sim!!! Vou adorar ler.;0)

    ResponderExcluir
  23. Vivien, faz mal não... Acho que todo mundo tem desses "micos" às vezes né... Nunca namorei alguém de mullets, mas também tenho uns "causos" que eu deixo quieto... Por exemplo, odeio home que usa boné para trás, sacumé? However... Hehehehehehehe...

    ResponderExcluir
  24. Babs, o dia que todas as blogueiras começarem a contar os namorados "vergonhentos"...vai ser muito engraçado.
    E qq um que use boné pra trás que tenha mais do que 15 anos merece um tapa...ahhahah...beijos.

    ResponderExcluir
  25. Vivinha,
    Como é bom lembraaar!!???
    E para chegarmos ao teatro,heim???
    heheheheh...kikikikkkk....(gargalhando).
    Bjs
    Mamãe

    ResponderExcluir
  26. Ele era velho pra caramba, ne? kkkk
    O barracao era um sonho. E as polainas? rs
    ;o)

    ResponderExcluir
  27. Cadê minha polaina?

    ResponderExcluir
  28. Mae,naaaaaaaaaoo conta.

    ResponderExcluir
  29. Frou, só as polainas já valem um post...rs

    ResponderExcluir
  30. Andrea, eu tinha uma colecao...rs

    ResponderExcluir
  31. Amo de paixão esse filme. Tá doze pila nas Americanas!

    ResponderExcluir
  32. Ana, serio? vou pegar o dito cujo.beijos.

    ResponderExcluir

Queridinho, entre e fique à vontade: