13 setembro 2009

A idade da Razão


Engraçadíssima é a relação com a - aparentemente abstrata - acepção do conceito "idade" para meus amigos. Às vezes flagro uma ou outra mulher nessa mesma viagem, mas, em geral, são meus amigos hombres que caem nessa folia.
Explico.
Por alguma razão que desconheço, meus amigos acreditam piamente que se forem uns quatro ou seis anos mais jovens do que eu, são, automaticamente meus filhos.
Sim, lindos, é isso mesmo. Uma vez, quando eu tinha 26, ouvi de um que tinha 20:
- Vivien, você que tem praticamente o dobro da minha idade e...
Stop. Não precisa voltar, você não leu errado. E eu estava beeem em forma, antes que você pense que a titia aqui estava caída.
Só pude responder, entre risos.
- Cara, na boa, você sabe fazer conta?
Enfim.
Inúmeras vezes me deparo com meus amigos(!) falando comigo em tom filial, comentando sobre o "meu tempo". Sério.
Em contrapartida, um amigo querido, dez anos mais velho, diz nove entre dez vezes:
- Você me entende, porque a NOSSA geração, blá blá.
Pessoas, na década de 70, quando ele ia pra balada, eu brincava de boneca. Na década de 80, quando eu ia pra balada, ele estava casado e era pai de dois.
Então é mais ou menos assim: se o amigo é seis anos mais novo, ele é meu filho, sou praticamente sua mãe, se ele é dez anos mais velho, tem a mesma idade que eu.
Matemática idiossincrática que deusmelivre.
A mais legal foi essa: ouvi que não fui adolescente nos anos 80.
Geralmente, ouço besteira e fico muda, porque sou lerda. Mas até que consegui responder, apesar de ficar atônita.
- Olha, Fulano, em 1980 eu tinha 12 anos. Sempre me achei precoce, mas se você quer me dizer que fui adolescente ANTES dos 12, tudo bem pra mim.
Na boa, os homens são muiiiiiito estranhos.

7 comentários:

  1. Ih, Vivien, eu devo ter cara de retardada, porque a maioria dos homens que me cercam acha que é meu pai, mesmo quando tem a minha idade. E esses dias dei um furo: o sujeito me perguntou quantos anos eu achava que ele tinha; falei que, provavelmente, tínhamos a mesma idade, ou seja, 40 anos, um pouco mais, um pouco menos (no meu caso, estou a menos de um mês de completar 41); mas o sujeito tem 32, hahahahahahaha...

    ResponderExcluir
  2. ***Cládia, o problema não é errar a idade, mas observa-la de forma diferente...alguns amigos acham hiper, hiper normal namorar uma mulher vinte anos mais jovem, no entanto, acham que uma cinco anos mais velha é de outro planeta.
    Eu não entndo nada.;0)
    Beijocas.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo10:14 PM

    Simples,
    Se o cara é um pouquinho mais novo e te trata como mãe é pq ele quer se sentir novinho... tadinho... já tá veinho e quer se sentir novinho... Da mesma forma que o cara mais velho que também quer se sentir mais novo. Pq alguns homens querem ser mais novos?!? SAbe-se lá Deus! Deve ser o medo de não funcionar mais, né? rs Só pode ser isso!
    bjs
    Frou
    :o)

    ResponderExcluir
  4. oi, passei pra conhecer seu blog, e desejar boa tarde
    bjsss

    aguardo sua visita :)

    ResponderExcluir
  5. ***Frou, síndrome de Peter Pan aclopada com geração canguru...medaaaa.;0)

    ***Dri, volte sempre.;0)

    ResponderExcluir
  6. amei! pior aqui no RS que os caras têm a petulância de se chamar de guris, mesmo quando já estão beirando os 60. ah, por favor_ e quanto as mulheres, passou dos 20 vira nega véia_assim mesmo. socorro!

    ResponderExcluir
  7. KKKKKKKKKKKKKKKKK.....Anita, genial.

    ResponderExcluir

Queridinho, entre e fique à vontade: