09 março 2011

Graças pelo divórcio


Terminei , por esses dias, Uma Vida de Guy de Maupassant. Irônico e sutil, desfia a vida de uma filha de nobres toda romântica, que se casa com um aparentemente irresistível cavalheiro.

Em pouco tempo o fulano se revela um escroto, aliás, um super escroto. E ela, amarrada por um casamento indissolúvel, convive com esse sapo até que ele bate as botas, junto com a amante.O filho também é uma decepção, sem caráter e jogador, dissipa o que sobrou da fortuna materna.

Sim, é deprimente e dei graças a Deus pela possibilidade do divórcio e do recomeço.

Claro que não é simples, fácil ou gostoso passar por uma separação. Mas viver atrelada a um relacionamento assim....é pior.

Terminei também o Caso Morel, de Rubem Fonseca. Mediano, o romance reconta a trajetória de Paulo Morais, ou Morel, pintor que decide viver com quatro mulheres em uma nova estrutura familiar. Elas topam, não são ingênuas, enganadas, topam experimentar esse novo harém - "familia", ele corrigia todo o tempo.

A diferença desse sacana pro outro é que aqui as mulheres não estavam obrigadas nada, estavam com ele por livre e espontãnea vontade. Cada um com suas idiossincrasias.

Quando uma delas , que era chegada em um BDSM hard, aparece morta na praia, Morel é preso.

Mas não conto o fim. Leiam e depois me digam o que acharam.

Mas uma coisa , vocês tem que concordar comigo: o divórcio é uma benção.



****post publicado originalmente em 2007.

12 comentários:

  1. É, sim, Vi. E pensar que nossos ancestrais viveram séculos sendo obrigados a conviver com quem não suportavam mais. É um karma de muita dor que mesmo a geração atual ainda carrega. O medo da entrega, o medo de confiar. A gente ainda tem muita estrada pra limpar isso.

    ResponderExcluir
  2. Adriana3:06 AM

    Vi, vou tentar ler o livro...vou buscar...agora dizer que o divorcio e uma bençao e complicado pois nunca me divorciei...mas creio que entre viver uma vida de inferno e o divorcio tens razao em dizer que es uma bençao...beijinhos do outro lado do oceano

    ResponderExcluir
  3. *


    vivien, eu sou o grilo falante.
    tá me ouvindo?
    ei!
    capice?
    ;)




    *

    ResponderExcluir
  4. Lipe, eu olho pra vários casamentos e vejo isso...nossa, me dá arrepios...de horror.

    ResponderExcluir
  5. Dri, vc e o Pitty são um dos raros casos de casal feito um para o outro.;0)

    ResponderExcluir
  6. Xõn, não tô ouvindo nada, fala mais alto....ahhahah

    ResponderExcluir
  7. com certeza o divórcio é pré-requisito não apenas para a emancipação feminina, mas para construir qquer sociedade realmente livre. contudo... vc já viu [ou leu] portrait of laidy. a mulher tinha td: beleza, inteligência, liberdade, dinheiro e apaixona-se por um crápula q acaba com a sua vida. divórcio nenhum não apaga as [boas ou más] consequências de nossas escolhas.

    ResponderExcluir
  8. Luiz, nao apaga, mas te da a opcao de refazer escolhas.0)
    Obrigada pela visita, volte sempre.

    ResponderExcluir
  9. oi Vivien.
    quanto tempo.
    bem, nunca divorciei e nem pretendo.
    mas que é um sentimento de alívio saber que posso deixar de dividir a casa com a pessoa caso a relação não me faça mais bem, ah, isso é.
    bjs.

    ResponderExcluir
  10. ****Léia, exaaaaaaato....rs...beijos.

    ResponderExcluir
  11. Separações sempre causam traumas e medos, entretanto nada é pior que uma relação infeliz, uma vida a dois deteriorada pelo rancor, pela discórdia. Ter a liberdade de escolha é realmente uma benção. Bjs

    ResponderExcluir
  12. ***Mae, concordo plenamente...beijos.

    ResponderExcluir

Queridinho, entre e fique à vontade: