18 dezembro 2008

Há 16 anos






Em todo aniversário na minha família, minha mãe começa " há XXX anos, eu estava no hospital e ..." e conta nosso nascimento, a mágica de ser mãe, essas coisas todas. A gente sempre tirou o maior sarro, brincando com ela, que ria também.
Eu já disse aqui várias vezes e vou repetir: só entendi o que ela dizia, só entendi o que significava esse amor, quando eu mesma me tornei mãe.
E venho de uma linhagem de mães por exelência, quem conheceu minha avó, dona Gogóia, sabe do que falo, sabe da relação extremada com os filhos.
Dia 23 de 1992, um pouco antes das oito da noite e depois de mais de 24h de um trabalho de parto muito difícil, nasceu Daniel e nasceu uma mãe de 24 anos.
Complicadíssimo descrever o que é olhar pela primeira vez uma carinha toda amarrotada que estava vivendo dentro do seu próprio corpo, indescritível dizer o que significa amamentar: construir o próprio alimento, ser tão suficiente assim. É algo que me lembrava uma super-mulher.
Amamentei muito pouco, apenas três meses, por conta do lúpus e da medicação que deveria voltar a tomar. Essa parte eu não gosto de lembrar.
Mas gosto de lembrar de tudo, de cada idade.
Agora, com um filho que vai fazer 16 anos, descobri que ser mãe de adolescente é muito bacana. E sempre impliquei com adolescentes, mesmo quando eu era uma deles, e achava que seria um período muito chato.
Ah, tem suas chatices, como tem. Mas é tão divertido. É tão divertido poder discutir tantos temas diferentes com ele, ver o interesse dele por política, por arte, ver a sagacidade, o humor.
Daniel foi o melhor presente de natal que já ganhei, foi o meu primeiro natal como mãe, foi o primeiro de todos os outros.


*********


Quem não conhece e quiser conhecer, tem post novo no meu outro blog, que a Lu do Epa criou e me chamou pra participar. A gente está meio relapsa nele - e nas dietas..- mas 2009 é ano novo, blogs novos e ...peso novo!
Passem por lá.

14 comentários:

  1. Anônimo9:29 AM

    E eu ganhei um sobrinho.

    Obrigada!

    bjs
    Frou

    :o)

    ResponderExcluir
  2. Sibila11:24 AM

    Vivi,
    acho tudo de ser mãe muito lindo, deve ser chato também, mas um chato-lindo. Só que não sou. E ainda não caiu a filcha que não vou ser. Ainda não, a ficha. Acho que não peguei na senha certa (rsrsrs - viu? aprendi a escrever a onomatopéia, as letras que indicam um estado de ânimo).
    Mas, juro pela minha mais consciente consciência (não posso jurar pelo resto) por enquanto sem amarguras.
    Às vezes me pego babona, tia bobona de tanto que amo meus lindinhos sobrinhos.
    Felicidade às mães, saúde!
    Bejoca, linda.

    ResponderExcluir
  3. Vivien, quem é vivo aparece, nem que demore como eu. Mas é muita confusão na vida, não dá tempo mesmo.

    Só quem é mãe entende o que tu falas. Pode ter cara amassada e como os meus, nariz torto, que a sensação é igual. (eu quase morri qdo vi meu filho, achando que ia ficar com o nariz torto, mas o médico disse que era a minha forma. Os três nasceram assim).

    Vou lá ver teu outro blog, pode ser que eu consiga peso novo pro ano que vem.

    Bem, pra acabar a 'carta', desejo que tenhas um superultramega Natal e um 2009 melhor ainda.

    Bjim.

    ResponderExcluir
  4. Off_topic... Só para deixar um beijo e dizer que foi ótimo ter conhecido seu blogue em 2008!E ano que vem tem mais... Beijão e boas entradas!

    ResponderExcluir
  5. Oi Vivien, tudo bom?

    Eu, que sou mãe fresquinha, agora vivencio o que sempre ouvi as mães dizerem. A transformação profunda que a chegada de meu filho provocou me marcará a alma para a eternidade. Só a vivência para sentir essa desproporção de sentimentos.

    Um bom Natal e um ótimo 2009 para você e sua família.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. ***Tia Frou, ganhou um sobrinho-fã...rs.
    beijos.;0)

    ***Sibila, fico super feliz em te ver bem assim;;0) Quanto a ser mãe, quem disse que não dá pra rolar ainda?
    beijos.;0)

    ***Rosamaria, adoro te ver aqui, sempre.;0)
    E a cara amassadinha não é sempre linda pros olhos da mãe?
    beijos.;0)

    ***Charô, tb adorei conhecer seu blog. Vamos blogando 2009 afora.;0)
    beijos.;0)

    ***Ana, uma amiga me disse que nem sabia que um amor assim existia.;0) Só se deu conta, quando sentiu. Acho que é realmente uma mudança intensa e constante.
    beijos..;0)

    ResponderExcluir
  8. Vivien,
    Daniel é capricornio? Se for, ai, ai, ai.
    Sou do dia 23/12 sei do que estou falando.
    Felicidades prá ele (e prá mãe dele também)
    Beijo, menina

    ResponderExcluir
  9. que presentaço de Natal, hein!!! parabéns pra vocês, então, e um lindo 2009 para você e seus amores.

    ResponderExcluir
  10. Vivi. Revi o nascimento. E revi todo o clã como se fosse um filme baseado em Jane Austin, que eu amo. Com a vantagem de ser nestes tempos e ter humor real. bj no Daniel. Estou indo lá fazer tua homenagem no blog. Merry Christmas.

    ResponderExcluir
  11. Vivien,

    16 anos? Mas aposto que você ainda se lembra do cheirinho de bebê que Daniel tinha.Mas cada fase da vida de nossos filhos é importante pra nós. Filhos: Este é mesmo um amor para sempre, o laço de afeto mais forte que uma mulher tem com a vida.

    Vim pelo blog da Maristela. Deixo um forte abraço pra você e o desejo de um FELIZ NATAL.

    ResponderExcluir
  12. Oi, querida!!! Você também foi mãe aos 24? Pois é... fora isso, também temos em comum esse relacionamento com os filhos adolescentes, é muito bom quando podemos sentar e conversar de igual para igual sobre tudo quanto é assunto...

    Que coisa, toda hora penso em voltar ao ACNA, ando mais relapsa com os meus blogs do que qualquer outra coisa. Mas, quanto à dieta.... vixi, tenho um bando de coisa pra contar, só falta pique, rsrsrsrsrsrs...

    Beijão, minha querida, um super ano novo procê!!!!

    ResponderExcluir
  13. Vivinha,
    Quando vc nasceu, meu primeiro pensamento foi para Deus, em agradecimento. Eu me sentia insignificante,ninguém, para receber uma graça imensa e tão linda.
    ELE me presenteou com uma filha maravilhosa que vc é.
    Parabéns para o Daniel, meu neto adorado.
    Bjs
    mamãe

    ResponderExcluir
  14. ***Valter, mesmo dia? parabéns...capricorniano, sim...beijos.;0)

    ***Tereza, e posso pensar em presente melhor?
    beijos.;0)

    ***Maris, então conte, porque adoro seus textos. Tõ correndo lá, beijos.;0)

    ***Odete, na época, eu dizia que tinha que engarrafar e vender, porque cheirinho de neném é maraivlhoso...;0)
    Curtir todas as fases é uma benção, beijos.;0)
    Volte sempre.

    ***Lu querida, larguei mão da dieta...mas vou volar ( recomeçar..) com tudo em 2009, vamos nessa??
    beijos.;0)

    ***Mãe, como eu disse no texto, só entendi realmente isso, quando me tornei mãe.Obrigadaaaaaa.
    beijos.;0)

    ResponderExcluir

Queridinho, entre e fique à vontade: